RSS

Impedimento


Sem título

Não eram apenas meninos

Eram sonhos meninos

Eram craques meninos

Eram amigos meninos

Era um  time de meninos

 

O fogo que os consumiu

Não foi  fogo de faísca

Foi  fogo explosão !

Explosão do imprevisto já previsto

na falta de segurança…

Por que deixar para o choro do depois

a ação do que poderia ter sido feito?

 

O estádio está vazio

A bola está parada

Em frente à marca do gol

Sem goleiro

Sem batedor

Em “penalty-forever”

Bandeiras negras (em luto)

Marcam o impedimento.

 

Texto de Marluci Brasil: respeite os direitos autorais.

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2019 em MEUS ESCRITOS

 

Tags: ,

O meu maior professor


27544902_1701221906606786_1582706681470151960_n

O TEMPO foi o melhor professor que tive…

Com ele aprendi tudo o que sei.

Aprendi a levantar a cabeça, a sentar, a engatinhar, a andar, a correr…

Aprendi a saborear, a beber, a comer…

Aprendi a amar e até a esquecer…

Com o TEMPO aprendi a arriscar e a não esmorecer.

Aprendi a lutar, a ganhar e a perder.

Aprendi a estudar, analisar, conferir, concluir.

Aprendi a ler, escrever, contar, somar, subtrair

Aprendi a multiplicar e dividir.

Aprendi a ler feições, aprendi a identificar toques:

Os amorosos, os de malicia, os de indiretas, os de ofensas, os de penar…

Com o tempo aprendi a ler as linhas   e as mensagens escondidas por entre elas (as entrelinhas)

Aprendi a pressentir o efeito logo depois da causa…

Aprendi o compasso musical

Aprendi o tom e a afinação na melodia

Aprendi a diferença entre noite e dia

Aprendi a controlar os órgãos excretores de meu corpo

Aprendi a superar a dor da fome

A esperar o momento certo

Para me alimentar e saciar

Aprendi tudo com o TEMPO

Tudo em mim aprendeu muito com o TEMPO

Meus olhos a ver e enxergar o que via

Meus ouvidos a ouvir e escutar o que ouvia

Meus braços a buscar o meu sustento

Minhas pernas a caminhar

Tudo em mim aprendeu muito com o TEMPO.

Menos meu coração…

O aprendizado não foi completo…

Ele aprendeu a amar e perdoar,

Mas não aprendeu a pensar…

 

Texto de Marluci Brasil

OBS: Respeite os direitos autorais.

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de junho de 2018 em MEUS ESCRITOS

 

Esclarecimento para amigos e seguidores


7472462_x720

Uma amiga querida me disse que em minha página só tinha política ( talvez seja porque a vida de todos no meu país me seja importante, e como tenho os “olhos de ver e ouvidos de ouvir” eu queria abrir os olhos de quem só vê o que quer ver e os ouvidos de quem só ouve o que quer ouvir).
Para não aborrece-la ( eu não queria coloca-la “para dormir” como fiz com um bocado de gente da minha lista de amigos), dei uma suavizada nas minhas postagens esses dias…
Mas não dá para ficar calada diante de tanta barbaridade!!!!
Eu não estou preocupada com os “eleitores do bolsonaro” (desculpem o “b” minúsculo , é que pra mim ele não merece o B), não estou preocupada porque ele não é mais candidato, ele já foi eleito, ele agora é o presidente…
Eu me preocupo sim é com o cidadão brasileiro e é para quem é cidadão brasileiro que eu posto as reportagens que me chamam atenção, que compartilho pareceres com os quais concordo, que critico aquele que discordo.
E tem mais, não acredito que a Rede Globo esteja tentando afundar a reputação dele, o próprio bolsonaro , filhos e ministros de seu governo já fazem isso com muita propriedade ( nisso a competência é incontestável).
Só não respondo para quem (para defender o atual governo, acusam governos passados) porque acredito que isso é falta de argumento. O “E LULA ENTÃO…” É FRASE DE QUEM NÃO ENCONTRA SAÍDA PARA ARGUMENTAR COM MAIS PROPÓSITO.
_ Lula?
R= Está preso e vai continuar lá o tempo que tiver que continuar.
__ O PT?
R= Não está mais no poder já tem um tempinho…
A questão agora é o governo bolsonaro, o que tem feito de certo e o que tem feito de errado. Pra mim, tem errado mais do que acertado, e isso não me pega de surpresa e por isso não fico gaga.. repetindo
__ é …é… mas… mas… e Lula…? e o PT? é… é… MIto mito… a esquerda… os petralhas…
Não… para esse tipo de argumento, meu QI não me permite dar atenção.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2019 em MEUS ESCRITOS

 


 

 

7472462_x720

Uma amiga querida me disse que em minha página no Facebook só tinha política ( talvez seja porque a vida de todos no meu país me seja importante, e como tenho os “olhos de ver e ouvidos de ouvir” eu queria abrir os olhos de quem só vê o que quer ver e os ouvidos de quem só ouve o que quer ouvir).
Para não aborrece-la ( eu não queria coloca-la “para dormir” como fiz com um bocado de gente da minha lista de amigos), dei uma suavizada nas minhas postagens esses dias…
Mas não dá para ficar calada diante de tanta barbaridade!!!!
Eu não estou preocupada com os “eleitores do bolsonaro” (desculpem o “b” minúsculo , é que pra mim ele não merece o B), não estou preocupada porque ele não é mais candidato, ele já foi eleito, ele agora é o presidente…
Eu me preocupo sim é com o cidadão brasileiro e é para quem é cidadão brasileiro que eu posto as reportagens que me chamam atenção, que compartilho pareceres com os quais concordo, que critico aquele que discordo.
E tem mais, não acredito que a Rede Globo esteja tentando afundar a reputação dele, o próprio bolsonaro , filhos e ministros de seu governo já fazem isso com muita propriedade ( nisso a competência é incontestável).
Só não respondo para quem (para defender o atual governo, acusam governos passados) porque acredito que isso é falta de argumento. O “E LULA ENTÃO…” É FRASE DE QUEM NÃO ENCONTRA SAÍDA PARA ARGUMENTAR COM MAIS PROPÓSITO.
_ Lula?
R= Está preso e vai continuar lá o tempo que tiver que continuar.
__ O PT?
R= Não está mais no poder já tem um tempinho…
A questão agora é o governo bolsonaro, o que tem feito de certo e o que tem feito de errado. Pra mim, tem errado mais do que acertado, e isso não me pega de surpresa e por isso não fico gaga.. repetindo
__ é …é… mas… mas… e Lula…? e o PT? é… é… MIto mito… a esquerda… os petralhas…

Não… para esse tipo de argumento, meu QI não me permite dar atenção.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2019 em MEUS ESCRITOS

 

Carta aos amigos e seguidores no dia de meu aniversário


Hoje é uma data especial.
A 64 anos atrás tomei coragem, forcei a saída e entrei (literalmente ) “de cabeça” no mundo.
No início assustada, ensanguentada e sentindo-me ainda presa à minha zona de conforto chorei, não sei se pelo tapa que levei ( sem saber o por quê) ou se pela confusão em que me encontrava.
A separação é sempre dolorosa. Ardeu quando arrebentaram o fio de vida que mantinha-me ainda presa ao útero de minha mãe. ( Hoje cedo agradeci a Deus por ter tido a honra de tê-la tido como minha fortaleza e pedi perdão a ela pelas lágrimas que ela derramou por minha causa).
O mundo foi aos poucos se mostrando diferente daquele momento de ousadia e dor. Ele foi se tornando engraçado, saboroso, desafiador… As vezes me assustava, outras me emocionava e eu já independente, sentindo-me dona de meus passos “adolesci” .
Fui briguenta, fui doce, fui ferina, fui azeda, fui amiga, fui colega, fui irmã, fui parceira, fui confiável, fui traiçoeira, fui honesta, fui falsa, fui tudo o que o adolescer me ensinou a ser.
Mais uns anos e “enjovenci”,. Conheci o amor: o fraternal, o atrativo, o apaixonante mas só conheci o incondicional quando engravidei e pari.
Quando “amadureci” percebi que o mundo “aquele que entrei de cabeça” logo que nasci, era muito mais complexo do que eu percebi, mas o interessante era que eu podia simplifica-lo com as minhas atitudes. Foi quando endureci, conheci o senso critico, o emocional, o empático, o moral, o de respeito, o individual e o social.
Os anos que demoravam a passar ganharam asas e voaram e eu nem me apercebi.
Quando finalmente “envelheci” percebi que na realidade eu estava era nascendo de novo para uma a vida que em 64 anos eu mesma construí.
Agora não era mais no útero de minha mãe.
Agora eu mesma faço o meu próprio parto e o faço quando acordo com as manhãs, todos os dias.
A cada sol, renasço, engatinho, levando ando e corro.
A cada manhã sento e observo.
A cada dia atuo, ajo, rio de mim mesma e choro por mim.
E assim vou vivendo não os dias que me restam, mas os dias que são unicamente MEUS.
Parabéns pra mim! Que posso agradecer a Deus pela família que construí, pela carreira que abracei, pelas paixões que vivi e me permiti viver, pelos amigos que fiz.
E se você está lendo estas palavras é porque o seu nome está em meus agradecimentos.
E vamos que vamos, com amor no coração, nas palavras e nas ações porque o tempo passa…

27544902_1701221906606786_1582706681470151960_n
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de março de 2019 em MEUS ESCRITOS

 

Rebento


3 de março , 4: 15 da madrugada… acordo subitamente com os seios doloridos , uma pressão no baixo ventre… meu coração disparado… minha pele arrepiada… meus sentidos todos ligados… meus olhos acesos… minha mente em desalinho… minha emoção consumindo os minutos em frações de segundos… Estou em trabalho de parto pela quadragésima sétima vez.
Meu rebento se mexe em meu ventre… não era para mexer, tudo o que li e as orientações que tive era que meu ventre endureceria… mas não foi assim… ele ondulava… ele se mexia…. e agora eu olho para o meu ventre e sinto ele ondulando mas não o vejo se mexer, nem o vejo volumoso por abrigar o meu rebento.
Penso em Marcia ( minha irmã) ela foi a primeira que chamei para avisar que eu estava prestes a dar à luz… e chamo por ela novamente… Sei que ela esta ao meu lado nesta madrugada em que todos dormem e que só eu estou numa reprise pela 40

ª vez…
A maternidade é um acontecimento inigualável… Todo dia 03 de março eu acordo no mesmo horário, com os mesmos sintomas, com a mesma emoção…
Meu filho hoje é um homem adulto, já não cabe mais em meus braços, mas ainda é dono de meu colo e de meus abraços. Já não suga mais meus seios nem se alimenta de mim, mas se eu cruzar os meus braços em forma aconchegante e protetora ainda posso ver o seu rostinho tranquilo sendo amamentado por mim…
Meu rebento! Minha vida! Meu amor! Eu sei que a vida se encarregou de colocar outros destinos em sua estrada e eu sou apenas a primeira estação… mas você ainda é o trem da vida, a minha locomotiva .Leve consigo o vagão da família, da musica, dos amigos, dos sonhos, da saúde, da prosperidade, do talento, da felicidade… Quando se sentir confuso, dolorido, precisando de reparos volte para a primeira estação eu estarei aqui, SEMPRE. Encarnada ou desencarnada… Eu ESTAREI AQUI.
Boa viagem Meu filho! Seja saudável! Seja completo! Seja feliz!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de março de 2019 em MEUS ESCRITOS

 

Ponte


ponte

Perdi a conta de quantas vezes eu fui a ponte entre as situações…
Perdi a conta de quantas vezes fui usada como tal…
Perdi a conta de quantas vezes fui ignorada pelo caminho, sendo refletida pela agua corrente ou parada sob mim
Perdi a conta de quantas vezes a nevoa do esquecimento me escondeu da lembrança de muitos que me usaram…

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de dezembro de 2018 em MEUS ESCRITOS

 

Pedido de Perdão ao Povo Nordestino.


Perdão povo sofrido.
Perdão pelas palavras secas
Perdão pelos olhares “miopados” pelo grau ódio ascendente
Pelo preconceito endoidado
Perdão pelo julgamento e veredito injustiçado.

Perdão POVO NORDESTINO
Perdão povo lindo e acolhedor
Perdão pela falta de respeito
Perdão pela ausência de amor.

Nosso Brasil está doente…
Seus irmãos de outras regiões
Estão ensandecidos
Mas não um punhado deles
A loucura é aos milhões.

Perdão por serem carentes de noções de história
Perdão pela falta de memória
Perdão pela fajuta oratória
Perdão pela palavra inglória

Perdão cabra-da-peste
Perdão…Perdão…
Não falo pelas outras regiões
Mas pelo meu Centro Oeste
Eu peço o seu perdão

(versos de Marluci Brasil __ respeite os direitos autorais)nordestinoscg.jpg.800x0_q85_crop

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de outubro de 2018 em MEUS ESCRITOS

 
 
%d blogueiros gostam disto: