RSS

Arquivo mensal: março 2011

Pra você que me desejou hoje um feliz aniversário


Hoje 18 de março, é meu aniversário. Logo que acordei me dei o prazo de um ano pra me dar de presente, 15 dias num mosteiro budista, A MORADA DO SILENCIO (nossa , sonho com isso).

Decidi que a partir de hoje meu futuro acontece de mês a mês. Nada de planos a longo prazo. Vou viver de 30 em 30 dias e assim vou ser feliz.  Aliás pensando bem, eu já sou feliz. Tenho o quero ter, materialmente.Tenho amigos, pouquíssimos amigos, mas amigos  sinceros.

Tenho filhos maravilhosos que me completam os sentidos e os dias. Tenho um sobrinho que me enche de orgulho e que é o meu porto seguro. Tenho netas lindas e saudáveis… e nem terminei ainda.

Tenho o emprego que pedi a deus, a EDUCAÇÃO. Tenho a musica. Tenho a poesia.Tenho uma mente privilegiada, que sabe sonhar e que sabe reconhecer o momento de voltar a realidade.

Tenho um coração teimoso que se apaixona, mas que não se abandona à paixão.

Tenho uma vista linda do pantanal de janela de meu apartamento.

Tenho uma intimidade com CRISTO, MEU SENHOR, que muita gente não tem.  Tenho lembranças preciosas da infância , da adolescencia, da juventude.

Quando eu envelhecer, se envelhecer, vou ter orgulho dos cabelos brancos, de cada ruga, de cada mancha senil… Eles vão traduzir o que o tempo tatuou em minha alma “serelep”, saltitante, pulsante…

Minha saúde não é frágil…. tenho problemas nos joelhos, que me impedem de caminhar e de dançar, mas não me impedem de cantar, de escrever, de rir, de ser diferente quando querem que eu seja uma igual. E depois, se não posso caminhar com as pernas, eu vôo com a imaginação e danço com a emoção.

Reclamar de quê?Chorar, por quê? Só se for de gratidão por tudo que tenho.

Um amor correspondido… quem realmente o tem? Quem pode realmente dizer que o viveu em sua plenitude? Nem JESUS foi correspondido, por que eu o seria? O amor é coisa que quem eu quero que me ame, eu sei que me ama, e de forma incondicional, e ainda usa a cruz como o ponto final. Eu sou feliz! Sou sim!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de março de 2011 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

MEU NOME É MULHER


No inicio eu era Eva

Criada para a felicidade de Adão

depois da maçã, me perdi,

 na pele de muitas outras sofri

até  mais tarde ser Maria,

dando a luz àquele que traria

ao mundo a salvação.  

Mas isso não bastaria para eu encontrar perdão.

Por ter cometido o pecado da sedução. 

Passei de Maria a  Amélia, a mulher de verdade 

que para a sociedade 

não tinha a menor vaidade 

mas sonhava com a igualdade.

Fui escrava, fui senhora, mas nos tempos de agora decidi:

_ Não dá mais! Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!

Hoje não sou só esposa ou filha 

Sou pai, mãe, arrimo de família 

Sou caminhoneira, taxista, médica, dentista

Piloto de avião, policial feminina, 

Operária em construção… 

Ao mundo peço licença 

Para atuar onde quiser 

Meu sobrenome é COMPETÊNCIA 

E meu nome é MULHER..!!!!

( poema escrito em 1982, após um processo de separação judicial. O risco do anonimato , todos encontramos quando disponibilizamos na internet os nossos textos )

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de março de 2011 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

TUDO O QUE EU PRECISO


Tudo o que eu preciso na vida é de um homem.

Sim… de um homem!

Mas não de um homem qualquer!

Tudo o que eu preciso na vida

é de um homem que saiba me fazer MULHER.

Não precisa ser bonito, basta que escute o meu grito, mesmo quando ele for mudo.

Se for manso ou aflito, isso não vai importar.

Preciso de um homem que SAIBA A HORA CERTA DE CHEGAR!

Que não me cobre! Que não me tolha!

Que não me mate! Que não me encolha!

Ele tem que ser sutil! Carinhoso! Gentil!

Tem que ter malícia. Cobrir-me a alma com caricias, e meu corpo sábiamente saciar.

Tem que saber os meus fracos pontos, e deles tirar proveitos.

Não falar dos meus defeitos ( esses eu sei de cor).

Que enalteça as minhas qualidades.

E transforme em verdades todas as mentiras que souber dizer.

Quero um homem que me acalme delicadamente.

Num simples toque de pele, um olhar promicuoso, um beijo arrebatador.

Quero um homem que, de noite ou de dia,

sem hora nem lugar, me tire os pés do chão,

me leve às alturas, me mostre as figuras desconexas

que só o extase sabe criar.

É só disso que eu preciso:

DE UM HOMEM QUE CHEGUE NA CERTA HORA, E QUE SOZINHO,

DESCUBRA O TEMPO DE IR EMBORA.

É só disso que eu preciso: UM HOMEM!

MAS NÃO UM HOMEM QUALQUER!

Tudo o que eu preciso na vida , é de um homem que SAIBA ME FAZER MULHER!

(autoria: Marluci Brasil de Castro)

_ @ _ @ _ @ _ @_

( poema classificado na noite sulmatogrossense de poesia, a mais de 20 anos …. e até hoje ainda procuro esse homem….)

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de março de 2011 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: