RSS

O que une e o que separa as pessoas?

17 jan

Hoje uma amiga de uma das redes sociais mais visitadas na net perguntou minha opinião sobre o que une e o que separa as pessoas.

__TUDO , eu respondi. __TUDO UNE E TUDO SEPARA AS PESSOAS.

Ela pediu-me que explicasse melhor essa forma de pensar, porque tinha coisas que pra ela só uniam e outras só separavam…

Eu argumentei que tudo está relacionado a gosto e a credibilidade, como o dia e a noite. Apenas a dois tópicos e nesses dois tópicos tudo se submete a situações especificas……

Musica, por exemplo, esta relacionada a GOSTO. E o fato de eu gostar ou não de um tipo de música, pode me aproximar ou me afastar das pessoas. Lembrei a ela que eu não gosto de musica sertaneja, pagode, funk, rap… e isso me afastou das pessoas. Eu cometi a besteira de ser inflexível… e finquei pé. Quis impor meu gosto e me dei mal… bem, nem tão mal assim, porque gosto de ficar só. E até posso tirar um lado positivo desse “ficar só”, pude ver quem realmente era meu amigo… Foi desagradável? Foi…. fiquei triste sim. Mas não morri por causa disso… a musica que eu gosto me faz a companhia que eu preciso…
Mas a musica também une as pessoas. Quantos casos de pessoas que se conheceram por causa de uma única musica, e que por causa dela se apaixonaram? Não existe aquele caso de NOSSA MÚSICA? A música aproxima tanto que forma grupos, verdadeiras tribos.

Religião por exemplo, esta relacionada a CREDIBILIDADE. Da mesma forma que aproxima pessoas, e aproxima tanto que chega a se formar famílias, núcleos, células ( que é o principio da vida) da mesma forma ela afasta. E aqui quero deixar claro que não estou falando de Deus. ELE só aproxima, mas a RELIGIÃO não foi criada por Deus. Foi criada pelo homem. E ela afasta sim… e como afasta. Por que? Porque ela transforma. Porque ela interfere. Porque ela fere. Fere a crença do outro, e isso provoca dor… e só quem é masoquista gosta de sentir dor… então… se afasta.
Eu por exemplo: Tenho CRISTO como meu caminho, minha verdade e minha vida. Tenho como principio que ele me ensinou a caridade, a humildade, a bondade, a fraternidade, a transparência, a confiança NELE. Então eu não consigo aceitar que num lugar onde as pessoas se reúnem para louvar a ELE, se mencione o inimigo. Não engulo a pedição de dinheiro, os envelopes, as maquininhas… ( essa então é de matar)….
Minha avó dizia : NA CASA DO SENHOR NÃO SE MENCIONA O INIMIGO. E eu concordo com ela. Essa é a minha crença. A minha credibilidade. Se eu faço parte do POVO DO SENHOR, se eu professo a minha fé NELE, como eu posso atribuir ao capeta, a culpa de eu ter errado, de ficar doente, de ter me machucado, de ter fechado o sinal quando eu queria passar? Que Deus é esse que permite que o capeta atinja os seus filhos com tanta facilidade? Ah!!!! Esse não é o meu Deus não… Não é mesmo!!!!!

Viu, amiga? Entendeu o que separa as pessoas? Ficaríamos horas falando sobre o assunto, mas isso não é coisa que eu GOSTE de fazer, e nem que eu ACREDITE que vá resolver o seu problema…. então vamos parar por aqui.

Tente não perder de vista os seus princípios, a sua formação, aquilo em que você acreditou até os dias de hoje. Lembre-se essa crença e esse gosto que te  manteveram viva até  hoje.

O que vem pela frente… é novidade. Novidade é bom… mas tenha cuidado com ela.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2012 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: