RSS

Arquivo mensal: abril 2012

PERDOAR E ESQUECER, DOIS VERBOS, DUAS AÇÕES DIFERENTES.


Estive pensando sobre a ção de PERDOAR e a de ESQUECER.

Por quê? Não que eu tenha necessidade de PERDOAR alguem, mas porque esse foi um assunto que surgiu no Facebook… Prometi que iria pensar no assunto e aqui estou.

Resolvi “pensar no assunto” analisando mesmo. Comecei com os ditados populares.

Se ERRAR É HUMANO, PERDOAR É DIVINO…. então não vou perdoar nunca, porque não sou divina, estou longe de se-lo. Possuo tantos defeitos, tantos que se tiver que perdoar a alguem tenho que começar a perdoar a mim mesma ….

Se PERDOAR É ESQUECER… então to ferrada. Porque não sofro de amnesia. embora às vezes eu tenha suplicado a Deus por esse mal tão benéfico para determinadas situações.

Se PERDOAR NÃO CONSERTA O PASSADO, MAS INVESTE NO FUTURO e se O FUTURO SE CONSTROI SOB OS FEITOS DO PASSADO…. então meu futuro esta ferrado.

PERDOAR e ESQUECER, são verbos. Verbos expressam AÇÕES. Então PERDOAR É A AÇÃO DE ESQUECER? E ESQUECER É A AÇÃO DE PERDOAR? Como se os dois não são sinonimos….

Já pensou eu dentro do carro:

__ihhhhhhhhhhhhhh!!!! Perdoei a chave do carro em cima da mesa da cozinha…. (rs)

Não …. não é mesmo. Perdoar é pra Deus!

Até entendo que devamos “tentar” (todas as vezes que formos magoados)  perdoar; mas daí a receber críticas porque perdoamos, mas não esquecemos….. Ai é demais… aí é f…

Lembro da lição do prego. Um menino muito genioso vivia magoando as pessoas. Um sábio resolveu ajuda-lo a entender porque as pessoas tinham contra ele uma certa barreira. Pegou uma caixa de pregos e pediu que o menino pregasse um prego numa tabua cada vez que sentisse que tinha magoado alguem. E o menino fez isso. Quando tinha regado todos os pregos, o menino procurou o sábio para saber o que deveria fazer em seguida. O sábio orientou que a cada pessoa que ele tivesse magoado deveria pedir perdão. Apos pedir perdão deveria arrancar o prego pregado na tabua. Ele fez. Quando terminou de arrancar todos os pregos, o menino notou que a marca dos pregos ficaram na tabua.E ai ele entendeu a alma humana e o ensinamento do sábio.

Precisa dizer mais?

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 14 de abril de 2012 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

MÃE DESNECESSÁRIA


“A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo”.

 Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista esta frase e ela sempre me soou estranha. Até agora. 



 

 Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha interna hercúlea, confesso.

 



Quando começo a esmorecer na luta para controlar a supermãe que todas temos dentro de nós, lembro da frase, hoje absolutamente clara. Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária.

 

Antes que alguma mãe apressada venha me acusar de desamor, preciso explicar o que significa isto.

 Ser desnecessária é não deixar que o amor “incondicional” de mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes e independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros também.

 



A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical. A cada nova fase, uma nova perda e um novo ganho, para os dois lados, mãe e filho. Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo não para de se transformar ao longo da vida. Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e recomeçam o ciclo. 



 O que eles precisam é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância e na divergência, no sucesso ou no fracasso, com peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o conforto nas horas difíceis. 

Pai e mãe – solidários – criam filhos para serem livres. Esse é o maior desafio e a principal missão.

 Ao aprendermos a ser desnecessários, nos transformamos em porto seguro para quando eles decidem atracar.” (D. A) 

Pegando esse gancho, digo sempre às minhas pacientes “Mamães Angustiadas pela Autonomia dos Filhotes” que quando esquecemos de parar de sermos mães, nossos filhos se afastam de nós…eles precisam pensar com suas cabeças, cometer seus próprios erros e acertos!



 

 

Convenhamos, é muito chato uma mãe eterna no nosso pé…precisamos reconhecer, aliás com muito orgulho que eles, os nossos filhos crescem, se tornam autônomos, e muito melhores que nós, Graças a Deus!

 Como diz o texto, é sinal de que fizemos um bom trabalho, quando percebemos que estamos sendo dispensadas e desnecessárias.

 É hora de descansar e curtir a turma de preferência à distância…

Lembre-se, muito melhor ser SOLICITADA que “OFERECIDA!!!”



 

 Certa vez uma senhora pediu-me ajuda como terapeuta, pois não sabia o que fazer com um sobrinho, filho único, cuja mãe veio a desencarnar há pouco tempo. Um jovem de 18 anos, totalmente dependente, não queria estudar, colaborar, nem trabalhar… sua mãe o educara assim, com tudo à mão e à boca…nunca soubera antes o que seria fazer algo útil e construir seu futuro.

 O jovem sobrinho estava desarmonizando toda a sua família de três filhos que por serem todos independentes, estudiosos, trabalhadores e responsáveis, não aceitavam o primo ocioso em sua casa.



 

 Ao ouvir o relato de minha paciente, deparei-me em como eu sou feliz, pois tenho três filhos totalmente independentes, bem formados moralmente e intelectualmente… 

e fui fundo: se eu morrer agora não deixarei nenhum filho desamparado ou sob a responsabilidade de algum parente…meu Deus como sou feliz! A única falta que sentirão de mim será afetiva, emocional!

Senti então uma profunda gratidão à vida, a Deus e um tremendo orgulho da mãe que eu fui um dia, QUANDO ELES NECESSITAVAM DE UMA, pois hoje sou apenas uma Grande Amiga!

Ah! Continuo a distância! Quando sou solicitada sou a primeira a chegar! Caso contrário fico na minha, assisto à distância o desenrolar de suas vidas com muitos acertos, com inúmeros erros mas que eles “tiram de letra”, com muito mais competência que eu faria, se estivesse em seus lugares. 

E dou Graças a Deus!!!



Por: EUCKARIS GUIMARÃES MENDES

 

 
1 comentário

Publicado por em 7 de abril de 2012 em TEXTOS QUE EU GOSTARIA TER ESCRITO

 

Tags:

Imagem

Caminho verde


Caminho verde

Caminhar assim, com quem a gente confia,
com quem a gente ama,
por um caminho verde.

Com sombras , sem que seja sombrio….
Com “bitolas” sem que sejam picadas…
Com frescor, sem que seja frio….

Caminhar assim…
Foi tudo o que sonhei!
Foi tudo o que esperei!
Foi tudo o que desejei!

Mas desejos, sonhos, esperanças
nos pregam peças,
Meras ilusões de criança…..

Caminhos da vida adulta,
não são retos,
não são marcados,
não são amparados,
não tem frescor, nem luz

Os caminhos da vida adulta,
são sinuosos,
tropreçuosos,
opacos…

Os que te acompanham nos caminhos da vida adulta,
não são parceiros…
companheiros…
são sombras….
você só percebe a presença ao lado
quando se está num lugar ao sol
quando se esta iluminado…

 
2 Comentários

Publicado por em 7 de abril de 2012 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

MÁSCARAS


Quando enfim o dia amanhece

e a claridade dispersa o tonalidade noturna da vida

busco na cicatrização das feridas

a face perfeita para me olhar no espelho.

Que emoção hoje terei reservada para mim mesma?

Saudades do amor que não vivi ou o pulsar latejante da dor que já esqueci?

Riso farto e solto na garganta,

enfeitando a face, iluminando os olhos nublados, miopes, astigmatizados

ou o canto da boca,

presa entre os dentes, segurando a emoção ,

essa fera que me deixa louca?

O olhar cabisbaixo, tremulo, sem vontade de enchergar

ou a ponta do nariz assumindo a visão

num misto de segurança e medo?

Com qual máscara devo enfrentar o dia,

a luta, as pessoas, os compromissos, os sonhos e os pesadelos?

As vezes eu as sinto tão usadas, que algumas delas

meio já… desbotadas … não cumprem mais o seu papel.

E ai… ai então eu me fecho,

ponho tanca na alma….

e a maquiagem das máscaras

assim como os espelhos,

faço sumir de minha frente

É quando me permito….

usar a face de GENTE !

 
2 Comentários

Publicado por em 5 de abril de 2012 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: