RSS

Arquivo mensal: dezembro 2013

Saudade matadeira


saudades...

Há exatos 14 anos eu perdia a maior referência de minha vida. Meu avô não foi simplesmente um homem. Foi muito mais. Hoje fica a dor da saudade e as lembranças que irei carregar até meu último suspiro! Este homem tinha frases que repetiu milhares de vezes :
Meu filho se Deus inventou algo melhor que mulher ta agarrado no pé dele! Mas lembre-se que um homem nunca deve aceitar uma traição e portanto você deve ser honesto com sua mulher! Ninguém nasceu para ser capacho de ninguém!”
“Meu filho você tem que ser HOMEM como foi meu pai – Alberto de Castro, como seu avô Alberto Aurélio de Castro. Ser homem não significa fazer filhos – significa honrar cada palavra que você dá! Esteja sempre pronto para morrer e matar pela sua família!”
“Bater em uma criança é a prova que você é um merda de um sujeito tão fraco que não consegue se impor nem a uma criança e precisa agir com tamanha covardia para se fazer entender”
“As palavras encantam – mas os exemplos arrastam! Dê o exemplo e não se envergonhe e não tenha medo! Veja e faça ser visto pelos seus filhos”
“ O base do Homem é a coerência! “
Este mesmo homem salvou minha vida! Hoje mais do que nunca tenho certeza disso! De todas as  maluquices que aprontei, ele nunca vinha para um enfrentamento sem sentido! Soube a hora certa de se fazer de bobo, de fingir que não sabia o que eu estava fazendo! Quando bati o carro pela primeira vez e ao ver o estrago ele simplesmente se ajoelhou – rezou um Pai Nosso e agradeceu a estes Deus tão bom que havia me conservado! Fazia questão de anunciar aos quatro ventos que eu era um bom garoto! Ele acreditou com tamanha FÉ que no final eu estava acreditando que eu era mesmo um bom menino e que tinha um futuro pela frente! Lembro dele dizendo ao Padre Benito “ Meu neto não fez isso! Meu Neto não bebe , meu neto não fuma e meu Neto não mente para mim!” Eu e meus “amigos” chegamos a fazer piada desta fé – mas em minha cama não saia de minha cabeça!!!! Como ele pode acreditar tanto em mim? Será que ele é louco? O que faz ele pensar que sou tão bom assim? E depois começou crescer uma vontade de honrar aquele sentimento!!!!
Quando eu sai de casa – ele não fazia questão de minha presença ali agarrado a ele – ele queria me ver feliz!!!!
Depois de tantos anos bagunçando de forma irresponsável fui estudar no ENAM e José Antônio Farias (Segundo meu avô – SOMENTE ELE E TIO ALESSINHO ERAM MODELOS DE HOMENS A SER SEGUIDOS) me dizia “ Precisa estudar 14 horas por dia!” – “Aula dada – aula estudada!!!” “ Vamo lá pangaré” fiz o meu primeiro vestibular para medicina e não passei nem na primeira fase! Estava longe e quando vi que ele estava ao telefone me deu uma vontade louca de correr e me esconder! Eu não podia dizer a ele que eu havia falhado! – Mesmo antes de eu falar ele disse : “Meu filho eu te amo! Voce é motivo de muito orgulho para mim! Não é nas vitórias que se conhece o caráter de um homem e sim quando ele esta de joelhos! Olhe para frente eu tenho certeza que você vai passar no vestibular e que vai se formar!!!! Eu tenho muito orgulho de ter um filho como você!!!!”  Diante de tanta fé eu não poderia fazer nada a não ser estabelecer que os outros que se virem – porque este ano de 1997 uma vaga de medicina na UFES é minha!
No decorrer daquele ano muita coisa aconteceu, e tia Marluci segurou uma cruz do tamanho que só ela sabe! Mas como o fruto não cai longe do pé foi nos momentos mais difíceis que ela se tornou o esteio para que tudo não desabasse. Passou por cima de orgulho, de feridas e fez valer cada gota do sangue de Castro que corria em suas veias!
Meu avô  não falou comigo nos 2 meses que antecederam a prova! Somente depois fui descobrir que teve um AVC e ficou com paralisa facial e não queria que eu soubesse para não atrapalhar meus estudos!
Então veio o vestibular e comi um bucado de bola na prova – o medo era gigantesco que todo o esforço que ele fez pudesse ser em vão! Quando descobri que havia passado e liguei para casa de Tia Marluci – ele estava tomando café e dei a notícia a ele que eu havia conseguido!!!!! Aquele dia foi o mais feliz da minha vida – Superado apenas 11 anos depois pelo nascimento da Julia!
Dois anos depois em uma terça feira recebi a noticia que ele havia infartado novamente e estava pior. Só cheguei em Corumbá no sábado e logo que entrei no quarto ele me perguntou “ Ohh Filhão – não vai atrapalhar seus estudos vir até aqui?”””  Neste mesmo dia – 18/12/1999 as 19:00 ele me pegou no braço e  me disse – “ Chega meu filho estou cansado”

Na minha formatura quase não consegui terminar a leitura de tanto que eu chorava!!!! E a vontade de te-lo ali naquele dia era tão grande… Não bastava ele estar lá – eu queria ve-lo !!! queria abraca-lo e beija-lo e dizer – foi você Zão Quiridão do Meu Coração que me trouxe até aqui!!!!!! E quando comprei meu primeiro carro zero,  quando passei na residência, quando minha filha nasceu – Eu queria repetir mil vezes a ele – seu imenso e enorme amor me salvou! Obrigado por tudo – Eu ainda não sei se sou digno de tanto amor!!!! Mas muito obrigado por amar assim!!!!

 

TEXTO DE DR. EDUARDO ALBERTO DE CASTRO ROQUE  ( O sobrinho-filho que minha irmã Marcia me deu…) Não sei o que escrever….

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de dezembro de 2013 em MEUS ESCRITOS

 

Tags: ,

Vídeo

Analisando 2014


 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de dezembro de 2013 em MEUS VIDEOS

 

Batalha íntima


Imagem

De quanto tempo o tempo precisa para dar um tempo? Um dia? Uma semana? Um ano? Uma existência? Uma eternidade?

Na mente a memória ( apesar da idade já comprometendo a sua performance mais perfeita) resiste ao tempo, e se impõe.

No coração a prece suplicando o poder do perdão e o esquecimento…

São tantas lembranças… tão boas lembranças…Elas, as antigas chegam e se acotovelam com as recentes, e o coração sangra…

Sinto que só preciso de tempo… Mas de quanto  tempo?

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de dezembro de 2013 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Saudades…


O arranjo musical não tinha os requintes de hoje.

O som não tinha potencia.

A qualidade sonora não era das melhores.

Mas quanta coisa boa me traz de volta…

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de dezembro de 2013 em PÉROLAS DA INTERNET

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: