RSS

Arquivo mensal: janeiro 2014

Precisamos…


 

ESTOU EM CRISE

Precisamos nos ver para continuar aquela conversa esquecida último dia de sanidade, quando o que deveria ser dito, foi interrompido pelas reticências.Sabe, se a gente marcar um encontro e continuar aquele velho papo, acho que haverá chances da gente se entender. Ou quem sabe, desentender e esculachar tudo. Precisamos!Precisamos nos ver para colocar os parafusos nos quadros, trocar o sofá de lugar. Tirar o pó da velha escrivaninha, arrumar as gavetas onde ficaram as recordações. Talvez, sair por aí falando besteiras doces, sem previsão de volta. Tomar uma baita chuva e brincar nas poças d’água. Vamos!Precisamos nos ver para incitar o poema. Recitar Quintana. Gastar tempo olhando pra lua sem se importar com a dor nas costas de ter ficado horas a fio deitado na relva molhada apenas para fitar o nada. Precisamos nos ver para eu ficar bem ruborizada com sua chegada e o coração apertado na despedida. Poxa vida, precisamos nos ver nem que seja um tiquinho no final da tarde, início da primavera para você vir junto com flores coloridas e me deixar com um sorriso esperançoso no rosto.Precisamos nos ver, pois a distância não me encoraja a nada. De perto eu terei a confirmação que você continua safado e charmoso, exalando melodia pelos poros. É por isso! Precisamos nos ver para dar um abraço de urso, resolver a saudade, indagar sobre o real, imaginário, contar histórias tolas, dançar colado, fazer cafuné, apontar o dedo, isentar as culpas, transgredir e dormir colado. Fato e pronto. Precisamos nos ver para esgotar o repertório do domingo. Pedalar desesperadamente pelas estradas da vida. Carimbar a presença na festa de Rock e traduzir todas as canções. Precisamos nos ver para desistir da ideia sobre tudo. Para dizer oi, tudo bem, como vai, estou aqui, escute, obrigada, espere um pouco, pode contar comigo, gosto de você.

Precisamos nos ver para fazer o silêncio mais bonito do mundo.
Precisar, será meu último desejo. Fico aguardando acontecer.

TEXTO DE :  Ita Portugal 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de janeiro de 2014 em TEXTOS QUE EU GOSTARIA TER ESCRITO

 

Tags:

ESTOU DE MUDANÇA!


ESTOU DE MUDANÇA

Mal começou o ano e eu tenho que acreditar que aquela frase :” ANO NOVO , VIDA NOVA!”  pode ser real se acreditarmos nela.

Ha mais de 5 anos eu venho sonhando com essa “virada” em minha vida. E agora ela realmente acontece. Nunca tive medo de recomeços… \Minha vida toda foi marcada por recomeços: infância/juventude/casamento/recomeço; separação/recomeço; 16 escolas como professora, diretora, coordenadora / 16 recomeços; 8 mudanças de residencia/ 8 recomeços; mais de 7 perdas definitivas de convivência material com pessoas absolutamente insubstituíveis em minha vida / 6 recomeços e 1 tentativa constante de recomeço ( ainda não sei como viver sem meu pai)…Como ter medo de recomeçar?

Não temo o desconhecido, temo o conhecido demais… Gosto da surpresa que o dia-a-dia pode me oferecer.Prefiro a surpresa que pode se apresentar como agradável ou desagradável, do que me consumir em relação ao desfecho de ações que  sei, serão desagradáveis ( mesmo porque dos agentes dessas ações nada posso esperar que não sejam ações desagradáveis), Cansei de desesperança, cansei de decepções, cansei de amargura no meu coração.Quero o novo, quero a surpresa ao dobrar a esquina.

Sim eu sei… sentirei falta dos sabores, do cheiro,do jardim da independência, da praça Generoso Ponce, do Porto Geral,  da visão do pantanal vista da moldura da janela de meu apartamento. Sim eu sei… vou sentir saudades de colegas de trabalho, ex alunos,dos músicos que me acompanharam anos pela música e de alguns conhecidos (com e sem laços sanguíneos).

Não citei parentes? Não, não citei e se não citei é porque não os tenho.Com a morte de meu pai e de minha mãe, as máscaras caíram por terra eu eu me vi orfã de família também.

IR e VIR pra mim, perdeu o sentido… Só o IR tem razão de ser, então eu vou.

Vou em busca de meu filho, minha nora e minha neta.

Vou em busca de oportunidades de estudos para minha filha e neta. Vou em busca  de tratamento adequado para o meu problema de saúde. Vou em busca de amigos que tive na adolescência e que se mostraram fieis, vou em busca de ficar  400 km mais próxima de Cristininha ( mora em São Paulo)e meu sobrinho Dr. Eduardo Alberto (mora em Vitoria/ES) , vou em busca do violão de Jackson Arruda e Zezé Mauro ( mesmo sentindo uma dor imensurável ao me afastar do violão de Carlinhos Cárcano). Vou em busca do piano de meu filho. Vou em busca do sorriso de satisfação dos corumbaenses ao depararem comigo pelas ruas e shoppings da capital.Vou em busca do autentico anonimato  porque não quero viver na sombra do anonimato da fama. Vou em busca de sentir saudades de Corumbá, porque prefiro a saudade de corpo ausente do que a saudade de corpo presente.

Sim eu vou.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de janeiro de 2014 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

CONVERSANDO COM DEUS


1.jpg

 Eu: Senhor, sei que falam tanto pra que eu te busque mas, preciso de muita coisa , pra te buscar… o Senhor é tão superior, eu tão inferior… existe um abismo entre nós…

Deus: Eu te oferto todos os dias 24 horas, 1440 minutos e 8.640 segundos… Porque falta de tempo? E porque o abismo?

 Eu: Senhor… O Senhor esta nos céus… e eu na Terra.

 Deus: Engano seu, Marluci. Mesmo que eu estivesse no céu e você na Terra , nós nos encontraremos no horizonte… e depois, o abismo que existe entre nós não fui eu quem criou, foi você. Você que alimentou sentimentos ruins, rancor, raiva, arrogância… Cabe a você construir a ponte. Não a mim. Mas não elimine esses sentimentos negativos. Porque vai sobrar espaço entre nós, substitua-os por perdão, harmonia, humildade e a ponte estará ali para cumprir seu papel.

 Eu: Mas e se eu não conseguir?

 Deus: Use a ponte que te ofereci a mais de dois mil anos. Use meu filho.

 Eu: Mas e se eu estiver tão suja, que não conseguir que ele me ouça? Ele é tão procurado.. tão atormentado por “fieis” infiéis… que sempre procuram por Ele na hora da dor, mas que quando a dor passa se esquecem Dele e quando acontece algo ruim de novo eles correm para Ele e Ele sempre atende… não entendo isso… Ele não vai ter tempo pra mim…

 Deus: Você não precisa entender, Marluci.Você só tem que aceitar. Mas tem mais uma saída.Use a Mãe Dele. Meu filho sempre foi um bom filho. Ele sempre atende os pedidos de Sua Mãe. Lembra do que aconteceu nas Bodas de Canaã?

 Eu tenho cá comigo que Deus não se explica, se sente.

 Ele existe em cada um de nós. Por dentro e se manifesta através de nossas atitudes.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2014 em MEUS ESCRITOS

 

Tags: ,

O “face” da espionagem


face

Como seria fácil a vida se a obviedade das ações não fossem tão obsoletas…

Hoje o FACEBOOK é mais que a rede social mais acessada na internet. Depois que o celular ganhou o acesso gratuito à rede e o usuário deixou de ter a sua classe social como patente para estar em contato com a modernidade da informática, tudo se  revestiu de transparência…

Hoje pelo FACEBOOK tem-se acesso a informações e a ações diversas.

O “mensseger” do Face( também conhecido como in-box), coloca em contato direto as pessoas, as repartições, e tudo se torna mais ágil.

Se quero que alguém tenha logo acesso a um e-mail, basta entrar no “face” e mandar por “in-box” uma mensagem  tipo “abre seu e-mail”  e tudo será resolvido.

Hoje as repartições públicas literalmente perdem a oportunidade de aproveitar-se dessa ferramenta ao proibir que seus funcionários tenham acesso ao “face” no seu local de trabalho.

Por quê?… Ora, porque eles tem acesso pelo celular. Ou será que vão proibir o uso de celular nas repartições também?

Interessante são as “broncas” dos “gestores” (não digo chefe porque quem tem chefe é índio, nem superior, porque superioridade requer outras nuances que independe de cargo em exercício) aos seus subordinados, quando dizem:

__ Você postou no FACE tal coisa assim…assim…

Pergunto-me: Como sabem? Não é proibido acessar? Como tomaram conhecimento? Juro que não consigo entender…rs…

Se o funcionário perde tempo de trabalho postando suas angustias, suas dúvidas, revendo amigos etc ,  basta que as “ações espiãs no face” sejam mais eficazes e procurem mais do que analisar o que foi postado , verifiquem o horário da postagem… Seria mais inteligente, eu acho.

É… nem tudo foi feito para qualquer um…

( hum… essa postagem vai dar o que falar… )

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de janeiro de 2014 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: