RSS

O QUE MEU SENHOR QUER DE MIM?

05 maio

10256236_574811745950595_7753925367172798896_n

Ah as palavras…. Por muitas vezes, quando elas me faltam eu as empresto de alguém que não eu mesma.Hoje eu as emprestei de Fernanda Gaona ( uma das mentes que considero mais brilhantes da atualidade).

“Eu não sou tão forte quanto eu previa, nem tão fraca quanto eu temia. Não tenho o passo rápido como eu gostaria, nem paraliso como poderia. Aprendi a me equilibrar nos extremos. Se não tenho o direito de escolher todos os acontecimentos, posiciono de acordo com os fatos. No final, o que me move não é forte o suficiente pra me derrubar, mas é intenso o bastante pra me fazer ir além.”

É, hoje estou emotiva… chorosa… Vivenciei algo que nunca imaginei vivenciar um dia. Um pedido de socorro, um afeto contido, um grito infantil preso em pupilas dilatadas, acorrentado a um sorriso tímido…

Estou dando aula particular para um menino que pela segunda vez traz um amiguinho seu para ter aula também, sem que seus pais tenham vindo tratar comigo os custos de meu trabalho como professora particular.  Da primeira vez eu aceiteie até achei que a coisa não iria se repetir.

O “aluno” é uma criança linda, inteligente, sensível… Notei no primeiro dia. E nesse primeiro dia teve aquela “bronca-básica” por causa da conversa enquanto eu explicava. Quando terminou a aula, o menino veio me abraçar. Foi um abraço diferente, cheio de calor, cheio de “me-deixa-ficar-aqui-nesse-abraço?”… Passei a noite pensando no garoto.

Hoje ele veio novamente e eu fui mais fria. Afinal no 0800 não dá. É o meu trabalho!

Quando um dos familiares do aluno “de fato e de direito” veio buscar as criança,s fui logo esclarecendo:

__ Por favor, fale para a mãe do ……. vir conversar comigo. Eu preciso saber se ele vai fazer as aulas ou não. (Era uma forma de eu colocar os pingos nos is).

Foi quando ouvi:

__ Professora, não sei como fazer isso. Essa criança esta abandonada. Os pais se separaram. A mãe caiu no mundo e o deixou para trás. O pai é podre de rico, tem fazenda e tudo mas não liga para o menino. Esse menino esta na minha casa tem mais de semana e ninguém vai saber se ele esta bem. Eu que levo e trago ele da escola. Não sei como fazer isso…

Meu coração gelou… Minhas mãos suaram…

De repente o menino se aproximou segurou nas minha mãos e me olhou de uma forma que nunca vou esquecer:

__ Professora, não me manda embora… eu gostei de estudar com a senhora… eu quero vir aqui… prometo que fico só olhando.

“Meu Deus!!!! Meu Deus!!!! Meu Deus!!!! O que o Senhor quer de mim?” 

__ Você pode vir todos os dias. Mas tem que vir como meu aluno.

O sorriso e o abraço se misturaram no momento em que terminei a frase….

Mas eu…. eu to aqui… chorando até agora… não consigo parar.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de maio de 2014 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: