RSS

Arquivo mensal: fevereiro 2015

ARTE E SÍLABAS EM TALENTO


10363365_746493085419528_8170933999235075205_n

Fico pensando na ARTE.

A ARTE de escrever me consome.

A ARTE de cantar , me inflama.

A ARTE de tocar um instrumento, me sublima.

Sou professora e a Língua Portuguêsa me reclama um pensar mais profundo sobre a ARTE.

Busco palavras para esse meu pensamento.

Encontro a palavra TALENTO, entretanto não posso deixar de pensar nas sílabas, que soltas, não são ARTE. Precisam se juntar para alcançar a força da palavra.

TA separada do LENTO  ( Ta-lento) fica lento… monótono.

TALEN separada do TO  (Talen-to) fica sem nexo.

TA – LEN – TO  tem identidade se estiver sem o sinal de separação. Se não, o que é Ta? O que é LEN? O que é TO?

Mas para exemplificar a palavra eu escolho minha diva Juci Ibanez, essa sim é a palavra toda em sua essência.

Juci não precisa se partir em três.

Juci não precisa se acompanhar.

Juci se permite ser acompanhada.

Juci sim  é sinônimo de TALENTO.

Juci é minha diva.

Sim… sou fã. E fã que é fã não se parte em sílabas.

Fã é fã e .(ponto final).

 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

ESTA DECIDIDO!


Nem a tristeza, nem a desilusão
Nem a incerteza, nem a solidão
Nada me impedirá de sorrir.

Nem o medo, nem a depressão,
Por mais que sofra meu coração,
Nada me impedirá de sonhar.

Nem o desespero, nem a descrença,
Muito menos o ódio ou alguma ofensa,
Nada me impedirá de viver.

Em meio as trevas, entre os espinhos,
Nas tempestades e nos descaminhos,
Nada me impedirá de crer em Deus.

Mesmo errando e aprendendo,
Tudo me será favorável,
Para que eu possa sempre evoluir
Preservar, servir, cantar,
Agradecer, perdoar, recomeçar…

Quero viver o dia de hoje, como se fosse o primeiro, como se fosse o ultimo, e como se fosse o único.

Quero viver o momento de agora como se ainda fosse cedo, como se nunca fosse tarde.

Quero manter o otimismo, conservar o equilíbrio, fortalecer a minha esperança, recompor minhas energias para prosperar na minha missão e, viver alegre todos os dias.

Quero caminhar na certeza de chegar,
Quero lutar na certeza de vencer,
Quero buscar na certeza de alcançar,
Quero saber esperar para poder realizar os ideais do meu ser.

Enfim, Quero dar o máximo de mim, para viver intensamente,
Maravilhosamente,
Todos os dias da minha vida!

( TEXTO DE Marluci Brasil )

6

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

SER POETA


SerPoeta_Titulo

Para ser poeta não basta saber trabalhar os versos

Não basta faze-los submersos em tons de azul celeste

Cada tom cinza que encontrar.

Para ser poeta, não é necessário trabalhar as rimas

Que entre pobres ou ricas

Que entre brancas ou invisíveis

Transforma em acessíveis

O ritmo que a rima dá.

Para ser poeta, não é preciso saber ler e escrever

Nem é preciso saber declamar

Para ser poeta basta admirar a poesia

Encontra-la no dia a dia

De onde conseguir pousar o olhar.

Para ser poeta basta gostar de poesia

Basta ler apenas um verso, mesmo que não seja seu

E nele viajar páginas e páginas de suposições,

Identifica-lo em outros versos

E até mesmo nas canções e nesse momento

Sentir-se e arrepiar-se em sensações.

Para ser poeta basta ter sensibilidade

E saber admirar num poema

A forma da poesia se expressar.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

CINCO HORAS DA MANHÃ


relogio-5h

Todos têm uma hora preferível do dia.

A minha é cinco horas da manhã.

É quando eu me encontro e converso comigo.

As cinco horas da manhã eu tenho a companhia do canto dos pássaros que saúdam os primeiros raios solares. As cinco da manhã eu tenho a companhia do cheiro do orvalho e da brisa fresca da manhã. As cinco da manhã eu posso ouvir minha respiração e as batidas de meu coração, posso analisar se ele está aflito ou se está calmo. As cinco da manhã eu tenh0o um TEMPO PRA MIM MESMA.

É quando eu levanto, faço minha higiene matinal e absolutamente em jejum abro meu evangelho e faço o EVANGELHO NO LAR. Leio uma mensagem positiva e medito sobre ela.

É imperioso para mim perceber o horário das cinco horas da manhã.

Desde menina (eu nunca entendi o porquê) eu sempre acordei as cinco horas da manhã, em ponto. Na maioria das vezes voltava a dormir novamente, mas acordava e olhava o relógio só para conferir que o dia tinha nascido de novo.

Meus estudos para as provas da escola sempre surtiram mais efeito quando eu os fazia às cinco horas da manhã.

Para mim… o banho às cinco horas da manhã é mais revigorante que qualquer energético. As decisões tomadas as cinco horas da manhã sempre foram aquelas que consegui levar até o fim. Foram as mais sábias. Foram as que tomei e das quais não me arrependi.

Minha irmã e minha mãe retornaram à pátria espiritual as cinco horas da manhã e eu tenho uma certeza íntima de que este também será o meu horário.

Depois que entendi que o horário (5 horas da manhã) seria o horário marcante de minha vida passei a usá-lo em meu benefício. Passei a me preparar para recebe-lo.

Hoje tenho um ritual. Acordo as cinco horas da manhã e direciono a cada dia da semana o meu pensamento positivo para pessoas que amo.

No Domingo eu oro pela minha família (filhos, sobrinho, noras e netas) cito o nome de cada um deles e a eles direciono o meu pensamento mais puro e mais amoroso.

Na segunda feira, minha irmã Cristininha (a que a espiritualidade me deu) ocupa meu pensamento, sua família, sua saúde física e espiritual.

Na terça feira, eu direciono meu pensamento e meu amor aos primos e suas famílias.

Na quarta feira meu pensamento positivo se desloca para os hospitais…

Na quinta feira estou em contato com os asilos…

Na sexta feira estou em contato com os desfavorecidos da sorte, os moradores de rua, os viciados, os injustiçados, os que perderam seus entes queridos…

No sábado estou em contato com os meus entes queridos que me precederam na pátria espiritual.

Mas tudo tem que ser feito as cinco horas da manhã… mesmo que eu volte a adormecer depois, é as cinco horas da manhã que eu encontro meus senões e meus porquês despertos e mais acessíveis a uma conversa de EU para EU.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

CANSEI ( Tirando a maquiagem)


1158

Cansei de sorriso maquiando a dor…

Cansei de aplausos automáticos maquiando o reconhecimento…

Cansei de esmolas, migalhas maquiando a valorização profissional…

Cansei de amigos maquiados de forma providencial…

Cansei de elogios maquiando o despeito e a inveja incrustida…

Cansei… simplesmente cansei…

Não quero ser nome de rua,

Não quero ser nome de escola.

Não quero ser nome de praça

Quero apenas ter sido uma graça

Na vida de quem me completou

E de quem eu completei.

Cansei… simplesmente cansei…

Cansei de mostrar saídas e me ver sem nenhuma delas…

Cansei de dar a não sem encontrar um ombro…

Cansei de laços de sangue sem DNA…

Cansei de reviver a vida que um dia “achei” que vivi…

Se for pra morrer como indigente,

Que seja em outro chão

Que seja em outro torrão

Que não seja na cidade onde nasci.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

“Você decidiu a ação, eu decido a reação”.


aoereao

Esta semana tomei conhecimento, através das redes sociais do caso de uma indiana que sentindo-se ultrajada com o abuso de um passageiro num voo filmou a sua própria reação contra o agressor.

Não consegui tirar de minha mente a frase da valente indiana : “você decidiu a ação, eu decido a reação”.

Ah… se todas as mulheres agredidas, ultrajadas, violentadas, discriminadas, entendessem a profundidade dessa máxima. Ah… se entendessem…

Aquietar-se diante da agressão sofrida pode ter duas conotações: vítima ou cúmplice. Na minha forma de ver, a primeira se dá quando o fato acontece na primeira vez, a cumplicidade ocorre na recorrência do fato sem que se tome as atitudes necessárias para interromper o ato de selvageria…

Aliás aqui peço perdão aos selvagens, infelizmente a língua não nos oferece muitas opções para classificarmos determinadas ações…

A violência contra a mulher tem um ciclo característico causado pelo medo, pela falta de apoio, pela presença de terceiros no drama (filhos), pela cultura, pelo sentimentalismo.

Pelo medo eu até entendo, normalmente este vem acompanhado da falta de apoio fraternal e/ou jurídico…

Pela presença de terceiros eu entendo se a mulher não tiver qualificação suficiente para trabalhar e sustentar seus filhos, ficando assim refém mais do amor materno do que do agressor em si…

Pela cultura, eu entendo mas não aceito…

Pelo sentimentalismo, eu não entendo nem aceito. Na minha concepção de vida é impossível conviver com quem eu SEI QUE ME ODEIA. Sim porque o homem pode até não amar a mulher com quem ele convive, e nesse caso não ocorre a violência, ali se instala a amizade, o respeito, a cumplicidade na criação dos filhos e s “sociedade” se instala em definitivo. Quando ocorre a agressão física, psicológica, por palavras e atitudes discriminatórias estas… são características de sentimento negativo, carregado de rancor, alimentado pela ira, e isso se chama ÓDIO.

Pode-se até amar quem te odeia, mas conviver com quem te odeia é absolutamente impossível.

Então se o “homem decide a ação e a mulher a reação” como não pensar sobre o “como” estamos reagindo diante do que nos agride?

 

OBS: Veja em https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/indiana-publica-video-expondo-homem-que-tocou-em-seu-corpo-em-voo/

 
1 comentário

Publicado por em 11 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags: , ,

Ética ?…


images

Nesse meu estudo sobre a violência contra a mulher e o que pode ser feito a respeito, adentrei no terreno do Direito. Baixei aulas, vi e ouvi palestras de juristas ilustres, e uma das palestras que vi e ouvi chamou-me a atenção. A palestra que falava da ÉTICA PROFISSIONAL.

Nesse ponto entendi que precisava ler mais a respeito do assunto, afinal eu domino o entendimento da ÉTICA na minha área profissional (Educação). Mas e nas outras profissões?

Se a ética é o conjunto de normas morais pelas quais um indivíduo deve orientar seu comportamento profissional, acho que tem muita gente fazendo coisa errada por ai…

Se na ética profissional princípios como respeito à dignidade humana, segredo profissional e lealdade à empresa são pontos chaves, inquestionáveis, irrebatíveis, então tem muita gente fazendo coisa errada por ai…

O que dizer quando “picuinhas de ego ferido” podem fazer barreira numa empresa, por exemplo?

Seria falta de ética por parte do funcionário? Sim se o ego for dele.

Mas e quando o égo é do patrão? A falta é dele então, que faz de sua empresa uma empresa de fachada(coisa muito comum em educandários particulares, em órgãos de mídia e coisas do gênero) …

É o ser humano é complicado…Principalmente quando entende que é insubstituível, único, inatingível…

Fico pensando na JUSTIÇA brasileira… Temos visto tantos absurdos, não temos? Eu tenho… No fim… A lei passa a ser coisa de papel mesmo…

Quantos inocentes são punidos injustamente pela justiça? Um número considerável….

Quantos culpados são absolvidos pela justiça? Um número imensurável…

O ser humano está se tornando um encarcerado das leis que deveriam protege-lo. Por que? Por que elas não são cumpridas. Simples assim.

Se não tiver pressão, comoção popular vamos continuar à mercê de socos e pontapés. Vamos continuar sendo alvos fáceis. Flagrantes não serão cumpridos. Artigos legais serão ignorados. E quando a coisa apertar e começar a ficar feia, seremos emolduradas num caixão fúnebre para depois virarmos nome de escola, ou então vamos ganhar uma cadeira de rodas e o nome de uma lei…

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de fevereiro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: