RSS

Arquivo mensal: julho 2015

5 tipos de homens…


conselhos-de-vovo-lucinda

Eu estava chateada… Vovó me olhou.

___ Fala (e continuou descascando as batatas para fazer o nhoque que eu tanto amava) …

__ Mamãe falou para mim, que eu tinha que obedecer aos mais velhos, eu fiz o que tio Éca falou e ela zangou

__. Seu tio estava bêbado?

__ Tava tonto…

Ela largou as batatas, entrou no quarto e de lá veio com um papel e uma caneta.

__. Escreve aí. Leia todo dia, “mesmo que vc não entende…” Mas leia. E guarde esse papel com vc… só joga fora quando vc tiver feito tudo o que vou te ditar.

Olhei pra vovó, meio que “sem entender nada”…

__. Pronto vó.

E ela ditou:

‘EXISTEM 5 TIPOS DE HOMENS:

  • AQUELE QUE NADA SABE E QUE NÃO SABE QUE NADA SABE. ESSE É UM IGNORANTE E VC TEM QUE TER PENA DELE.

  • AQUELE QUE NADA SABE E SABE QUE NADA SABE. ESSE É UMA PESSOA SIMPLES E VOCÊ TEM QUE ENSINAR ELE SEMPRE QUE ELE TIVER PRECISAO DISSO

  • AQUELE QUE SABE E NÃO SABE QUE SABE. ESSE TÁ DORMINDO, E VOCÊ TEM QUE ACORDAR ELE.

  • AQUELE QUE SABE E SABE QUE SABE. ESSE É UM SÁBIO, ESSE VOCÊ TEM QUE IMITAR

  • AQUELE QUE BEBE, ESSE É UM DOENTE DO CORPO E DA CABEÇA, ESSE VOCÊ NÃO ESCUTA, NÃO DISCUTE, ESCUTA, DA ATENÇÃO MAS NÃO FAZ NADA QUE ELE MANDAR VOCÊ FAZER.

… Vó… já decorei… já passei à limpo umas dez vezes esse papel e tenho ele dentro de meu evangelho que fica ao lado de minha cama  e continuo lendo… Tá difícil parar de ler … mas obrigada pela lição.

 

 

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de julho de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Emocione-se


chuva

 

“Emocione-se com os fenômenos da natureza, a chuva, o vento , as nuvens, os trovões, os primeiros raios de sol que estão começando a colorir o céu … E principalmente , emocione-se porque você faz parte deste espetáculo…”

Vamos lá, meu POVO LINDO, as vezes  a coisa parece está ruim demais, a gente fica meio sem forças, desacredita em tudo. Não se permita ficar assim. Levante a cabeça e encare tudo como um desafio. Olhe tudo o que já foi difícil na sua vida veja quantas batalhas você já venceu. Afinal você é ou não é uma pessoa FORTE? Então…. Vamos à luta?

Diga não à guerra… Nada de guerrear com ninguém nem com as situações. Na guerra sempre tem um ferido, um morto, um derrotado.

Diga sim à luta…. Vamos lutar. Na luta só tem um ganhador e um perdedor e cá entre nós, você é um vencedor, uma vencedora… afinal quantas batalhas você já venceu? Quantas coisas você construiu sozinha, coisas que dependeram de SEU esforço e de mais ninguém?

Então vamos lá!!! Emocione-se: VOCÊ É UM VENCEDOR! VOCÊ É UMA VENCEDORA!!!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de julho de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Sobre os amigos e os problemas…


conselhos de vovo lucinda

Hoje, conversando “via tecnologia” com uma amiga muito querida, lembrei de uma das lições que minha avó Lucinda me deu.
_ Marluci, todo PROBLEMA é um PESO e todo peso, por mais pequeno que seja, se for carregado por muito tempo, principalmente numa “caminhada” torna-se mais pesado do que realmente é e que se dividimos em partes fica mais fácil de carregar, é só carregar por partes… e amigos são partes de nós, confie em seus amigos. Mas antes de dividir, preste atenção no amigo…. Existe o amigo abraço e existe o amigo umbigo.
__ Amigo-abraço? Amigo-umbigo? Como assim vovó?
__ O amigo-abraço te acolhe, te ouve, te dá carinho, acalenta, ri com vc te dá o braço pra vc se apoiar e até “sai no braço” por você. O amigo-abraço aplaude seus acertos e te aponta os seus erros, te alerta sobre teus defeitos e propaga para todos as suas qualidades…. É o amigo de verdade. O amigo-umbigo acha que a sua companhia, o seu carinho tem um ponto central, o próprio umbigo e tudo sai dali, em espiral que é para achar o caminho de volta depois. Ele te procura quando precisa de você. Ele te vê, mas não te enxerga, ele te escuta, mas não te ouve, ele sabe de você, mas não te percebe como pessoa, como ser, como indivíduo… para o amigo-umbigo você é amiga DELE. Entendeu?
__. Entendi vó.
E com minha vó Lucinda na cabeça disse para a amiga querida que me lia na solidão da tela de um celular…
“… conheço você, sei que se isola para depois dar o “arranco” e pegar NO TRANCO. Eu estou pronta para te ouvir a hora em que vc quiser. Quando achar que é preciso. Quando se sentir só, desamparada, sem forças. Eu amo vc MINHA PRECIOSA. Faço qualquer coisa para te ver feliz. Serena. Não espere! Divida comigo! Minha amada avó dizia que todo peso, por mais pequeno que seja se carregado por muito tempo, principalmente numa “caminhada” se torna mais pesado do que realmente é e que se dividimos em partes fica mais fácil de carregar, é só carregar por partes e amigos são partes de nós. DIVIDA COMIGO! ”

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de julho de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Vaidade


conselhos de vovo lucinda

Lembro-me de (em minha meninice) ter chegado intrigada à casa de minha amada avó.
Fiquei quieta, sentada no grande banco de madeira que ladeava a mesa da copa, enquanto ela acendia o fogão de lenha…
Vovó me olhou … sorriu e completou:
__. Por que você não pergunta logo? (Ela me conhecia muito bem)
__. Por que as pessoas ficam dizendo que eu tenho um rosto lindo? Eu não sou só rosto!!!! E o resto de mim?
Ela parou o que fazia … apagou o fosforo com um sopro e sentou-se ao meu lado.
__ Marluci…. Tenho duas coisas para te falar sobre isso. E quero que você pense em cada uma das coisas que vou te falar. E que decida qual delas vai servir de luz para seu futuro. Mas você tem que decidir isso agora.
Olhei com medo o dedo indicador de minha avó que apontava em minha direção miudamente alertando-me para a ordem que ela me dava.
__. Quem só enxerga um rosto em você é porque tem olhos, mas não tem visão. Não enxerga o que vê. Você é muito mais do que um rosto bonito. Mas você também tem que se enxergar assim, não cuide só do seu cabelo, só do seu rosto, senão você vai fazer com que os outros olhem e enxerguem só o seu rosto entende? As pessoas só enxergam aquilo que nós mostramos para elas. Se você concentra sua atenção, seu carinho, sua vaidade só no seu rosto, você não pode zangar se as pessoas só enxergam o seu rosto, porque é isso que você está mostrando para elas…
Olhei para meu corpo e minha consciência pesou…
__. Outra coisa, CUIDADO COM A VAIDADE. Uma vez ouvi seu avô falar que a vaidade é a espuma do orgulho, nem sei se foi ele que fez esse pensamento, mas sei que é certo. A vaidade é filha do orgulho. A pessoa vaidosa é orgulhosa, é uma pessoa que tem dois pecados capitais. Porque a pessoa vaidosa ela vê nela o que ela gostaria que os outros vissem nela e quando os outros não veem ela se sente ofendida, rejeitada … isso é triste… aí ela fica se mostrando, fica esfregando aquilo que ela acha que é lindo na cara dos outros. Aí ela vai ganhando a antipatia, as pessoas vão se afastando, porque cansam de ficar dizendo o que ela quer ouvir, mas sem ser o que as pessoas pensam… entendeu?
Balancei a cabeça dizendo que não…. Ela se levantou e me disse:
__. Um dia você vai entender…

O tempo passou… hoje com 60 anos de idade … olho no meu espelho e já não vejo o “rosto bonito” que eu via antes, nem o corpo bonito que nunca cheguei a ver…. O espelho não me permite ser vaidosa nem orgulhosa e eu posso dizer…
___. Entendi sim, vovó.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de julho de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Um texto que eu gostaria de ter escrito!!!!!!!!!


lu

Enquanto estendia roupas no varal (sim, também sou dona de casa), matutava a respeito do comportamento das pessoas no mundo das redes sociais. Eu particularmente penso que nas redes sociais tem muita coisa bacana, através delas a gente reencontra amigos e familiares, conhecemos pessoas, fazemos novas amizades, se atualiza, protesta, nos divertimos e por ai vai. Já dizia o saudoso Chacrinha que “Quem não se comunica se trumbica!

Porém uma coisa vem me chamando muito atenção: A falta de limites das pessoas nas redes e que na minha avaliação nada mais são, que a falta de limites das pessoas têm em qualquer lugar. E me pergunto que liberdade é essa que as pessoas tomaram ao atravessar conversas entre A e B, falar tudo o que pensam muitas vezes sem entender o que está sendo dito por outras pessoas, xingar, ser mal-educadas, agressivas, intolerantes? As redes sociais não deixam de ser extensões de nossos espaços reais, e eu me sinto invadida e incomodada com alguns comentários e atitudes que certas pessoas tomam, ainda mais pessoas que não conheço. Por certas vezes qualquer um de nós pode ultrapassar algum limite sem perceber e ok, fatos isolados podem ser perdoados. Mas a constância desse tipo de comportamento não é legal e pode indicar até mesmo algum tipo de transtorno psíquico.

Se não soubermos respeitar a opinião dos outros, principalmente quando há divergência com a nossa, não haverá crescimento. Me vem a mente o exemplo do atrito das rodas de um carro com o solo, pois sem este atrito ele não andará. Esta mesma ideia se aplica no nosso viver diário, pois pensamentos discordantes, na maioria das vezes, representam crescimento não só pessoal, mas de todo um grupo.

Neste momento, em frente ao computador, estou fazendo um grande esforço mental para não trazer alguns exemplos desta incoerência, mas não é necessário, pois, certamente, o leitor tem centenas delas gravadas em sua memória.

Uma coisa é certa a internet deu voz a todo mundo, isto é bom, mas muitas pessoas perderam a noção e querem falar mal e reclamar de tudo, na grande maioria das vezes só por reclamar. Alguns por problemas de interpretação de texto (você diz A e o cara entende B), outros apenas para arrumar atrito. A sensação que tenho é que as pessoas ficam mais valentes escondidas atrás de uma tela. Falam coisas que não teriam coragem de dizer pessoalmente.

Vivemos em um país democrático, todos podem falar o que pensam. Ideias diferentes servem para enriquecer o conhecimento. O problema é saber expor suas ideias. Para discordar não é preciso ser mal educado. Basta saber dialogar.  Educação é fundamental.  Sempre critico ou falo mal de coisa que não gosto. A rede social é minha e falo o que eu quero, mas evito ao máximo (e acho que consigo), não ofender quem gosta do que não gosto.

Tenho o direito de não gostar de um monte de coisa, assim como várias pessoas detestam coisas que eu curto. Mas tento respeitar, sei que às vezes é difícil, mas tento.

Isto não é um divã, mas este é mais um texto ‘mea culpa’ que escrevo neste blog…

(texto da jornalista LU BARRETO)

 
 

VOCÊ JÁ PENSOU EM EXCLUIR SUA CONTA NO FACEBOOK?


Senta que lá vem história


Se sua resposta foi sim: tamo junto!

E posso afirmar que não estamos sozinhas nessa! O número de usuários que encerram suas contas para ter um pouco de sossego tem crescido significativamente nos últimos tempos.
Tenho me sentido cansada do desgaste emocional que essa rede social tem me proporcionado ultimamente. A vida real já tem tantos conflitos, aí então você resolve se distrair espiando um pouco da vida dos amigos, interagindo e conhecendo pessoas em grupos e páginas de seu interesse, quando de repente o que era distração e lazer, passa a ser um grande aborrecimento.
A começar pelas coisas que postamos e compartilhamos, hoje antes de publicar qualquer coisa que seja, temos primeiro que nos desculpar, explicar nossos motivos, pensar nos comentários inconvenientes que possam surgir e só então publicarmos o que queríamos. Mas aí já ficou tão difícil que acabamos desistindo daquilo que íamos postar.
Tudo é julgamento…

Ver o post original 499 mais palavras

 
 

SILENCIO


ouvindo.gif

Perceber as cores… sob o som do silencio…
Presenciar a dança das folhas… sob o som do silencio…
Pressentir o vento nos cabelos … sob o som do silencio…
Sentir a música … sob o som do silencio…
Gritar a própria voz… sob o som do silencio…
Eu que sempre gostei da solidão porque amava o silencio…
Hoje ouço amedrontada a sirene do medo, zumbindo de forma intermitente…
Anunciando a chegada do SILENCIO…

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de julho de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: