RSS

Orgulho ferido!

22 out

conselhos-de-vovo-lucinda

__ Vó, posso ficar olhando você cozinhar?

__ Pode Marluci! Claro que pode!

E eu me sentei no enorme banco de madeira e fiquei observando enquanto ela mexia nas achas de lenha no fogão e abanava com o pedaço de papelão o braseiro que soltava labaredas rebeldes contra o vento que o atingia.

__ Por que você está rasgando minha toalha?

(Susto) Percebi que enquanto eu observava estava com meus dedos nervosos rasgando a toalha de plástico que estava em cima da mesa.

__ Desculpe vó! __ falei com medo.

__ Tudo bem, só que ainda quero a resposta. Por que? O que você está descontando na pobre da toalha?

Ela sempre sabia o que se passava dentro de mim…

__ Estou triste com uma amiga da escola. Eu gosto dela, vó. Admiro ela. Queria ela no meu grupo. Mas como eu fui escolhida pela professora como líder de grupo, ela fica falando mal de mim. Então porque que ela aceitou o meu convite?

__ Ela é inteligente como você?

__ Ela é vó ! As notas dela são melhores que as minhas.

__ Então é isso Marluci. Orgulho ferido por não ser a líder. Vem cá.

Levantei e fui para perto dela.

__ Olha aqui a brasa… é ela que gera o calor, é ela que cozinha o alimento… Mas o ar do meu abanico, mantem ela acesa. É assim você é o abanico que produz o ar, ela é a brasa. Ela faz o serviço e você que aparece… Tem pessoas que não suportam isso…

__ Mas vó eu devo tira-la de meu grupo.

Vovó me olhou demoradamente:

__ Claro que não…. senão quem você vai abanar? Qual a serventia de seu esforço já despreendido? Vai jogar fora seu serviço? Vai apagar o fogo e desandar a comida? Não minha neta… continua abanando… Deixa que ela se consuma em seu orgulho ferido e aproveita o fogo que ela pode te oferecer. Depois que a chama apagar, jogue fora. Carvão queimado vira cinza e cinza a gente assopra. Depois abane outras brasas. Aprenda a lidar com as situações que a vida lhe impõe.

Olhei para a toalha:

__ E a sua  toalha vó?

__ Eu vou recortar e fazer toalha de bandeja, vou por na geladeira, vou enfeitar a casa com ela… E você pede pra sua mãe comprar outra pra mim, ta?

__ E eu devo falar pra mamãe que fui eu que rasguei sua toalha?

__ Só se você achar que deve. Você fez isso num momento em que estava ferida. E as pessoas quando estão feridas saem rasgando as outras sem perceber o que fazem…

Foi assim que aprendi que orgulho ferido pode ser mais destruidor que uma bomba-atomica.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de outubro de 2015 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: