RSS

Arquivo mensal: janeiro 2016

VAMOS CUIDAR DA PROPRIA VIDA?


sem pressao ok

Eu sei que a ANTROPOLOGIA é a ciência que estuda as relações do homem com suas origens, mas como eu sempre “me permito” mudar o conceito das coisas vendo-as sob o prisma de minha maneira própria de ver e sentir, resolvi que para mim ANTROPOLOGIA significa estar interessado (sem julgamentos prévios) na maneira como as pessoas escolhem viver e/ou se comportar.
Esse “decidir” permitiu-me desenvolver a COMPAIXÃO e ficou mais fácil ser mais TOLERANTE.
É muito mais humano interessar-me pelas pessoas sem julga-las do que julga-las de acordo com o meu interesse… Por que? Ora… Porque entendo que toda vez que alguém reage de maneira diferente da minha isso me aborrece e não sou hipócrita de não admitir essa parte egocêntrica de meu ser. Acho que no funcho, no fundo todos pensam e sentem desse jeito.
Quem nunca se pegou pensando ou dizendo aquela famosa e popular frase:
___ Não acredito que ele ou ela agiu desta forma?!!!
Quando mudei a minha forma de ver a ANTROPOLOGIA, compreendi que eu não preciso “acreditar”, o que eu preciso é entender e depois que entendo… nem “aceitar” eu preciso.
Quem tem que aceitar é quem é atingido pela ação.
Por exemplo, raciocina comigo:
__ Em que vai me atingir se fulano ou ciclano é homossexual? Eu sou hétero. O fato dele ou dela ser homo vai mudar minha forma de ser e agir? Então??????
Acredito que existe uma linha sutil entre o “estar interessado” e o “ser arrogante”.
É mais ou menos como se a SUA maneira de ver o mundo fosse a correta… A melhor…
Então não me sinto como a pessoa mais indicada para julgar ninguém.
Definitivamente? Acredito que uma das regras fundamentais para se viver em plena felicidade com os outros é reconhecer que julgar outras pessoas faz com que a gente desprenda muita energia e isso nos afasta de onde deveria estar a nossa atenção: EM NOSSAS PROPRIAS AÇÕES.
Vamos cuidar da própria vida?

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de janeiro de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Tags: ,


c920e4609ab921b255868dcbe5333fbd

A vida me ensinou a nunca navegar contra e sim à favor do vento…
Mesmo em tempos chuvosos, com velas molhadas que nem sempre me levam onde eu gostaria de ir, mas se vou… vou inteira. Nunca vou pela metade.
Isso porque quando VOU de verdade, costumo esquecer o CAMINHO DE VOLTA.
Se tem um verbo que não gosto de conjugar é o verbo RECOMEÇAR..
Talvez seja pelo o que ele significa.
Começar de novo pra mim é uma faca de dois gumes…
Prefiro COMEÇAR O NOVO.

( TEXTO DE MARLUCI BRASIL)

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

BOM DIA .


mala-292x292

Bom dia 2.016! Cheguei!
A viagem por 2.015 foi cheia de imprevistos.
Tivemos cancelamento em voos de sonhos.Tivemos capotamentos em curvas da vida. Tivemos enchentes em rios de lágrimas. Tivemos avalanches em picos de humor. Tivemos terremotos em família.Tivemos desaparecidos em companheirismo.Tivemos atentados em saúde.Tivemos terrorismo em relacionamentos… Nossa!!!! Foi cruel essa viagem!!! Contudo não posso deixar de reconhecer que 2.015 foi um ano esforçado.
Talvez ele tenha se perdido na multiplicidade de funções que assumiu. Ele deu uma de professor, de guia, de médico, de juiz…. Não deixou de ser amante, mas foi mais filho do que pai. Ele exigiu. Ele se rebelou. Mas no fundo ele foi revelador.
Quase me perdi nessa viagem por 2.015, mas cheguei. Estou aqui, pronta para a nossa viagem. Agora meu companheiro de tempo é você. O que você está olhando?
Não posso viajar com você com a roupa do corpo…. É claro que tenho que levar bagagem….
Não se preocupe, não é pesada não, eu aguento carregar (embora eu saiba que você vai me ajudar a carrega-la).
Estou levando apenas o necessário: os bons momentos de 2.015, as amizades que fiz, os sonhos que ainda não foram realizados (vai que você seja menos egoísta que 2015 e me ajude a realiza-los), a coragem, o amor que tenho dentro do peito, a fé em Jesus, a dependência de Maria Santíssima, minha música, minha poesia e ela… a esperança.
Vou com a bagagem de mão porque na correria de arrumar a mala perdi a saúde, não sei onde ela foi parar, mas me disseram que você vai me mostrar onde posso adquirir outra.
Tá…tá bom eu sei que não vai ser a original, mas eu prometo tratar dela tão bem que ninguém vai notar a diferença.
Você está olhando o que? Ah… aquilo lá é lixo. São apenas decepções e mágoas. Essas ficam para trás.
Vamos? Pé na estrada! To pronta!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de janeiro de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: