RSS

Arquivo mensal: maio 2016

Estupro e Corrupção


fbea9fcc6b5c7fbcafec15438412f32c_thumb

Diante de tantos questionamentos a respeito do caso que subitamente tomou conta do país (o estupro da garota no Rio de Janeiro), diante das opiniões diversas e adversas a respeito da culpabilidade de algozes e da incapacidade da vítima, diante do bla-ba-bla dos machistas (homens e mulheres) e mi-mi-mi (das feministas) resolvi me manifestar.

Na minha forma de ver e de sentir as coisas o caso é GRAVISSIMO SIM, porque trata-se de uma violência contra a mulher e independente de ser 01 ou 30 os agressores o caso teria a mesma gravidade.

Essa garota pode ser puta de esquina. O corpo é dela. Ela tem direito a dar para quem quiser, vender para quem quiser ceder por amor para quem quiser.

O grave foi o ato e a exposição do ato, não apenas o número de agressores.

O estupro é a invasão sem permissão seja para quem quer que seja (puta ou santa) essa invasão pode se dar por membro sexual masculino, por cabo de vassoura, por cano…. É tudo violência e isso é abominável.

Castrar quimicamente o estuprador não adianta porque ele pode praticar o estupro com as mãos. Tinha que castrar MESMO! E ainda arrancar-lhe os dedos para impossibilitar o uso das mãos.

Estupro não está relacionado só a sexo. Estupro é invasão do corpo, de qualquer forma que seja.

Se ela quisesse transar com 1 ou com 33 homens isso não seria estupro porque ela quis, mas ela estava dopada, incapaz de se manifestar. Aí é que está o crime! Aí é que está a aberração.

Culpar os pais da menina é no mínimo inconsequente. Vi um artigo de uma jornalista que culpa os pais da garota. Ora…essa jornalista nunca cometeu erros sem que os pais dela soubessem? Quem de nós nunca cometeu? Então? A culpa dos nossos erros cometidos sem que nossos pais soubessem é de nossos pais? Ora… isso é hipocrisia no que me faz pensar que no mínimo essa mulher é mãe de um estuprador. Só pode.

O que acho deprimente e mais grave é que essa visão vem de mulheres que deveriam se posicionar de outra forma, porque nenhuma de nós nem nossos filhos estão livres de serem estuprados por animais como aqueles que fizeram isso com a garota.

Nada disso dá o direito da invasão

Ela podia fazer o que quisesse. NADA JUSTIFICA nem AMENIZA o feito. A PROVA CIENTIFICA EXISTE. E está arrebentada!

Se ela estava drogada ou não temos que pensar no efeito da droga, devemos lembrar que nem todas as drogas tiram a consciência. Existe a droga que tira só o poder de reação. A pessoa fica consciente, só não consegue reage, fica letárgica

O certo é que nosso Brasil continua sendo Brasil. O caso caiu na mídia, VIROU CASO EMBLEMÁTICO. Só isso! Um “desfocar” do olhar da sociedade para fatos que assolam o pais. Foi isso que aconteceu! Assim que aparecer algo novo que desvie a atenção das redes sociais para o que atenta contra a vida de UM PAÍS INTEIRO, esse fato também vai cumprir seu papel.

O sensacionalismo vai assumir seu lugar no “podiun”.

Sou de opinião de que “ADO-ADO-ADO-CADA-UM-NO-SEU-QUADRADO” é a melhor forma de se posicionar. Deixa a justiça fazer o papel dela. O crime existe, está comprovado. As circunstancias, a culpabilidade e o veredito são papeis da justiça. Ela existe para isso.

O que devemos fazer é a JUSTIÇA QUE NÓS PODEMOS FAZER. Enquanto ficamos discutindo quem é culpado do que, num caso em que as leis já apontam o meliante, tem delações, novas gravações, esboço de um crime acontecendo no país onde a vítima sou eu, você, sua família, seus amigos, seu vizinho, a sociedade brasileira!

(texto de Marluci Brasil _ Respeite os direitos autorais)

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de maio de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Na sala de aula ou na vida


conselhos-de-vovo-lucinda

(1.970)

_ O que foi Marluci?
_ To sem saber o que fazer, vó.
… Silencio…
_ Tem uma menina na minha sala que vive competindo comigo, sempre que a professora Marilea marca um trabalho ela que quer escrever.
_ E ela escreve bem?
_ Sim escreve, mas eu escrevo bem tambem, vó. Meus colegas gostam mais das peças que eu escrevo.
_ Bom minha neta, Na sala de aula ou na sua vida, quando você tem um concorrente, um opositor, você tem que observar ele. Se ele for inferior a você, ignore-o; se ele for superior a você, espelhe-se nele; se ele for igual a você, alie-se a ele.
_ Não entendi vó…
_ Um dia você vai entender…

(2.016) ____Obs: Entendi vó! Obrigada.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de maio de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

ANATOMIA DE MÃE


feto-utero

Certa vez ouvi uma afirmação que me despertou a curiosidade

Que me fomentou a vontade do dissecar (ainda que literalmente)

O significado da palavra para entender a condição.

__. Ela não é humana! Ela é mãe!

Ora meu Deus! Ser mãe não é ser humana?

O que é ser mãe? Senão ser a mais humana de todos os humanos?

Era preciso provar cientificamente, que ser mãe…  É ser humana!

 

Pensei em ANATOMIA! Era a prova ideal.

 

Pensei nos olhos de mãe. Ah! Os olhos de mãe são translúcidos

Refletem alma da maternidade

Enxergam beleza física e espiritual de sua cria, mesmo que outros não a vejam

Olhos de mãe enxergam beleza onde ela é invisível

Olhos de mãe enxergam o futuro,

É quando ela usa do amor mais puro enfrenta o sexto, o sétimo sentido

E é capaz de estar um passo adiante do fato antes que ele aconteça

Para evitar que sua cria pereça.

 

Pensei nos ouvidos de mãe. Ah! Os ouvidos de mãe…

São capazes de ouvir durante o sono mais profundo, o choro minguado da cria dependente

Os ouvidos de mãe ouvem o canto desafinado de seu filho

E conseguem enquadra-lo na mais perfeita sinfonia.

Tudo é lindo aos ouvidos de mãe.

Eles ouvem pensamentos, eles escutam lamentos

Eles identificam o som disperso dos passos de sua cria ao cair, ao levantar,

Ou do corpo quando adormece ao deitar.

Pensei no nariz de mãe! Ah! O nariz de mãe…

Ele consegue sentir o cheiro do perigo

Ele consegue definir no hálito de sua cria a mentira ou a verdade…

Eles têm uma capacidade de superar qualquer dificuldade e em sã consciência,

Mesmo sem o auxílio dos olhos, mesmo sem a máscara do perfume que vicia

Saber o cheiro de sua cria.

Pensei nas mãos de mãe! Ah! As mãos de mãe são milagrosas!

Suas palmadas não doem!!!

O que faz doer é saber que dói mais nelas do que em nós.

E as mãos de mãe na cozinha? Meu Deus! São incomparáveis! São magníficas!!!

As mãos de mãe curam a dor! As mãos de mãe, quando seguram as de sua cria

No exercício da escrita, no atravessar a rua, no andar na calçada…

Enchem o mundo de emoção!!! Recriam a criação!!

Pensei nas pernas de mãe. Que sustentação tem as pernas de mãe!!!

Elas nunca perdem o colo; se o tempo passa e idade da cria avança

Seu aconchego cresce junto do filho.

No colo da perna de mãe todo problema se esvai.

Pensei no peito de mãe e senti um arrepio ao pensar assim

Lembrei-me imediatamente do que eles significaram para mim.

Abrigaram minha cabeça, alimentaram meu corpo, acalmaram-me a fome

No peito de minha mãe eu conheci o destino da mulher

Eu enxerguei a sina do homem.

Pensei no cérebro de mãe. Ah! O cérebro de mãe funciona como um rastilho…

Tem mil e mil pensamentos ao mesmo tempo com um único foco

O cérebro de mãe funciona numa corrente com o cérebro do filho

Foi então que pensei no coração de mãe…

Desisti de minha busca anatômica

Nada que eu pudesse questionar tinha aquela dimensão

O que a mãe traz consigo, abrigada no peito calaram os versos meus

Coração de mãe é a lição concretizada do poder supremo de Deus!

(TEXTO DE Marluci Brasil )

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de maio de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Suicídio


Eu quis libertar minha alma da  sua…

Eu quis a liberdade nua de sua presença…

Eu quis meus pensamentos em meu coração…

Eu quis meus sentimentos em meu cérebro….

Arranquei você de dentro de mim…

Desnudei …

Tornei-me invisível pra mim.

 

(texto de Marluci Brasil __ respeite os direitos autorais)

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de maio de 2016 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

 
%d blogueiros gostam disto: