RSS

Entalada…

07 ago

Há dias que meus versos ficam burilando a ponta de meus dedos…

Querendo saltar para o papel em branco

Na verdade eu sei que eles já estavam lá…

Em letras transparentes  invisíveis no papel alvo que me pedia:

_ Não , não escreva! Hoje não!

Não quero dividir com você essa aflição,

esse “sem jeito”,

essa maçã entalada na garganta,

esse nó no centro do peito.

 

Olhei o papel,  folheei o caderno…

Busquei outras folhas…

Em todas eu lia o mesmo pedido…

Obedeci…

Não escrevi…

O ácido do sugo gartrico foi amolecento a “fruta”…

Engoli!.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de agosto de 2017 em MEUS ESCRITOS

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: